30 Ago A História da Baby

 

A Baby nasceu em Novembro de 2009 e vivia numa pocilga horrível com a mãe e com os irmãos. Todos eles iam ser comidos. Ela estava em péssimas condições e era a mais fraca. Quando Teresa os viu, resolveu resgatar a Baby e levá-la para sua casa, em Esposende.


Teresa não sabia como cuidar de um porco, por isso resolveu pesquisar e contactar pessoas que vivessem com esses animais há bastantes anos para que a orientassem em relação aos vários cuidados a ter. Como o porco é um animal com tendência para engordar, Teresa começou também a ler um pouco sobre a alimentação que seria melhor para que a Baby fosse uma porca saudável. Entre as muitas pessoas que conheceu, algumas aconselharam-na a nunca dar à Baby nada que fosse de origem animal. O conselho foi seguido e Teresa garante que até hoje a Baby nunca adoeceu. Agora está saudável e feliz. Tem um colchão para dormir, apanha banhos de sol no jardim, brinca, e passeia na praia com Teresa.


A Baby é o despertador da casa. Às 7:10 deita ao chão a primeira cadeira da sala e assim acorda toda a gente. Se não acordarem, deita a segunda cadeira ao chão e aí é melhor levantarem-se porque há seis cadeiras na sala!
Claro que a Baby deu origem a uma mudança da forma de todos comerem lá em casa. Primeiro Teresa deixou de comer porcos, e depois viu vídeos sobre a forma como os animais são tratados e não encontrou nenhuma razão para nós continuarmos a sacrificar e a infligir tanto sofrimento a seres inocentes que só querem viver tal como nós. Agora também já não entram nem ovos nem lacticínios em sua casa.

Teresa explica que os porcos são animais limpos, carinhosos, e incrivelmente inteligentes, que requerem muita atenção e que gostam de conforto. Lamenta também que “por vezes, devido à falta de informação muita gente os abandona ao fim de uns meses, como já o fazem com outros animais, com a diferença que os porcos geralmente acabam num churrasco qualquer de um vizinho…”
A Baby vive uma vida feliz, mas outros animais, infelizmente não têm a mesma sorte.

A Associação Vegetariana Portuguesa agradece a Teresa Cesariny Calafate pelo testemunho e pelas fotografias.

Sem comentários
  • Marilia Calixto
    Criado às 12:00h, 03 Setembro Responder

    A Teresa é um ser maravilhoso e mais pessoas deveriam aprender com ela.

  • Andrea
    Criado às 12:00h, 03 Setembro Responder

    linda história <3

  • Aida pedro
    Criado às 12:00h, 07 Setembro Responder
  • Jarbas Melo
    Criado às 12:00h, 05 Fevereiro Responder

    Baby uma porquinha feliz e sortuda, parabens Teresa e sua familia pelo otimo exemplo, pessoas como vcs estão a fazer deste mundo um mundo melhor, grato por partilharem este bela historia.

Comenta

%d bloggers like this: