A Nossa Equipa

equipa nuno

Nuno Alvim - Director & Coordenador de Campanhas

Verdura preferida: Couve-Galega

Acredito apaixonadamente que uma alimentação de base vegetal é, para além de indispensável a se evitar o sofrimento desnecessário dos animais, também fundamental para a sustentabilidade dos ecossistemas. O meu envolvimento com a AVP iniciou-se em 2015, quando arranquei uma petição que acabou por levar à aprovação da lei da opção vegetariana nas cantinas públicas. Desde então estou envolvido activamente em trabalho de lobbying e sensibilização. O que mais motiva, pessoalmente, é a redução do sofrimento de todas as formas de vida, e estou convicto que reconhecermos os interesses dos animais não humanos é a grande causa dos nossos tempos. Por ser a mais negligenciada, é onde sinto que melhor invisto o meu curto tempo de vida.

ines sousa 1

Inês Sousa - Co-coordenadora de Campanhas

Verdura Preferida: Espinafres

Comunicadora nata, nasci em 1999 numa pequena aldeia, rodeada de campos verdes e animais. Um discurso do ativista Gary Yourofsky foi o impulso que precisava para me tornar vegetariana. Estava no último ano do secundário e apercebi-me de que já não fazia sentido para mim ter animais no prato. Se consigo ter um estilo de vida saudável, com refeições deliciosas e nutritivas sem recorrer a animais, porque não? Foi a melhor decisão que tomei até hoje! Desde essa altura fui desenvolvendo o gosto pela cozinha, resultando num projeto online (@bananaeamendoim). A AVP surgiu no momento certo e faz-me sentir concretizada ao assumir um papel mais ativo na sociedade, conciliando com a minha formação em Ciências da Comunicação.

Catarina Chav

Catarina Chavinha - Comunicação e redes sociais

Verdura preferida: Espargos

Nasci em 1994 e cresci em Vieira de Leiria, no distrito de Leiria. Sou formada em Marketing e trabalho em gestão de redes sociais e criação de conteúdos, no Porto. Aos 20 anos já tinha uma alimentação maioritariamente vegana e, mais recentemente, decidi juntar-me à AVP e contribuir para ajudar a causa a chegar a cada vez mais pessoas. Acredito verdadeiramente que esta é a posição mais saudável, sustentável e altruísta que podemos tomar na vida, e vou sempre esperar pelo dia em que todos tomam consciência do quão simples é valorizar a vida do outro, seja ele humano ou não.

monicamilheiro

Mónica Milheiro - Ilustração & Design

Verdura Preferida: Couves-Bruxelas

Sou a Mónica, tenho 21 anos e sou licenciada em Design Multimédia. Tomei interesse neste estilo de vida há uns anos atrás quando reflecti sobre as minhas acções e consumos e como isso reflectia no mundo à minha volta. Estou muito agradecida de fazer parte desta associação e feliz de criar conteúdo que incentive reflexão.

Marlene Carvalho: Marketing

Verdura Preferida:

equipa ivo

Ivo Araújo - V-Label Portugal

Verdura preferida: Por Definir

Nasci em 1983, no distrito de Lisboa e sempre me revi com o resto de toda a natureza à minha volta. As memórias que tenho da minha infância e adolescência envolvem sempre os animais que a minha família, inevitavelmente, fazia questão de acolher. Almejando eu a minoração do sofrimento, vejo o veganismo como um dos meios de chegar a esse fim e, como tal, revejo-me na plenitude com a mensagem que a Associação Vegetariana Portuguesa intenta transmitir. É com muito gosto que me encontro, em conjunto com a Associação Vegetariana Portuguesa, responsável pelos processos de licenciamento e certificação da V-Label Portugal.

irina maia

Irina Maia - V-Label Portugal

Verdura Preferida: Por Definir

Nasci em Lisboa em 1980 e comecei cedo a preocupar-me com questões ambientais e com a causa animal. Enquanto adolescente fui uma ambientalista dedicada e facilmente percebi a importância de aderir ao vegetarianismo (e lentamente ao veganismo) como mais uma forma de ser coerente com os meus princípios de respeito pelo ambiente e pelos animais.De momento trabalho com a Associação Vegetariana Portuguesa na certificação V-Label e é extremamente gratificante poder fazer parte de algo que em tudo é coerente com o meu modo de estar na vida e que potencialmente ajuda outros também neste caminho.

Os Nossos Órgãos Sociais

equipa nuno

NUNO ALVIM

Presidente da Direcção​

Nasci em 1991 e estudei criminologia no Porto. Em 2010 li a obra de Peter Singer,  em particular, “Animal Liberation” que revolucionou o meu modo de pensar, como o de muitas pessoas por todo o mundo.Levou-me a adoptar uma postura na vida orientada praticamente para reduzir o sofrimento dos outros. Considero por isso o veganismo uma atitude simples, pragmática, com repercussões políticas, sociais e económicas imediatas. A Associação Vegetariana Portuguesa surgiu naturalmente como uma etapa neste processo, que me tem permitido fazer um trabalho gratificante na consciencialização das pessoas, colocando-lhes na posse da informação com que possam fazer uma diferença nas suas vidas.

equipa ricardo

Ricardo Morais-Pequeno

Vice-Presidente da Direcção​

Sempre fui adepto da defesa dos animais e em 2006 tornei-me vegetariano, de forma progressiva. Sou licenciado em Biologia, sendo actualmente professor de Ciências Naturais. Procuro o progresso pessoal, em diferentes dimensões. Procuro, mas minhas relações pessoais, explicar as razões que sustentam a dieta vegetariana / vegana e desmontar a argumentação que a ela se opõe. Penso que a causa do vegetarianismo deve ser defendida com inteligência, criatividade e perseverança, e tenho grande motivação para a apoiar e lutar por ela. Penso também que o bom-senso e o respeito pelo modelo do mundo dos outros são essenciais para criar abertura para a causa vegetariana em quem ainda não a defende.

equipa luis

LUÍS FERREIRA

Tesoureiro​

Lembro-me de quando era pequeno, ver um vídeo, sobre como eram tratados os animais antes de chegarem ao nosso prato.Na altura fiquei horrorizado(acho que a maioria das pessoa que vê essa realidade também o fica). Claro que perante as pressões da sociedade e educação que se afastava de certos temas sensíveis, acabei por me desligar do assunto.
Passado vários anos, comecei a sentir que a minha vida estava a perder o significado.Logo decidi juntar-me a uma associação de apoio a animais. Nessa associação conheci duas pessoas espectaculares que me levaram à minha ideia de criança, Não comer animais, não os usar como objectos.

equipa felipa

FILIPA CALISTO

Presidente da Assembleia Geral

Completei o meu doutoramento em Bioquímica no Instituto de Tecnologia Química e Biológica da Universidade NOVA de Lisboa em 2019. Atualmente sou investigadora na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.
Sou vegetariana desde 2015. Há várias razões que me levaram a ser vegetariana; crueldade animal, impacto ambiental e saúde. Embora a adoção do vegetarianismo tenha sido fácil, há desafios diários numa sociedade que não entende a escolha que fazemos. Em conjunto com a AVP, quero promover o vegetarianismo, os direitos dos animais e consciencializar para o efeito positivo do vegetarianismo no nosso planeta.

equipa sonia

SÓNIA ZACARIAS

Vice-Presidente da Assembleia Geral

Nasci em 1988, sou doutorada em bioquímica e desde 2014 que tenho uma alimentação de base vegetal. Estou na AVP porque acredito no direito à informação e acredito que cada pessoa empoderada de conhecimento tem legitimidade de questionar que o tipo de alimentação quer ter. Considero como urgente a sensibilização para a compaixão a todos os animais, inclusive os que são conhecidos por “animais de consumo”, vejo-o como um pilar importante no alcançar de uma sociedade justa. Capacitar as pessoas de ferramentas que lhes permitam compreender o porquê de uma alimentação vegetariana e facilitar o seu acesso é o que pretendo que seja o meu contributo na AVP. 

58654619 10212637348240158 5010965007400173568 o

RAFAELA HONÓRIO

Secretária da Assembleia Geral

Nasci em 1995, num meio rural, pelo que toda a minha infância e adolescência foram passadas em envolvência com a natureza, nos campos com animais. Mais tarde, após perceber que a área da nutrição era uma temática que suscitava interesse e da qual pouco sabia, decidi estudar dietética em Leiria.  Atualmente, encontro-me a terminar o mestrado em Exercício e Saúde enquanto atuo na área da nutrição, pois considero que o caminho para a saúde, bem-estar e qualidade de vida passa por sermos ativos e praticarmos uma alimentação menos processada, e, portanto, mais “natural” possível. 

equipa sofia

SOFIA VIEIRA

Presidente do Conselho Fiscal

Nasci em 1979 e sou vegetariana desde 1998. Tomei esta decisão porque me sentia sensibilizada com o sofrimento animal que a indústria pecuária causa. Sou licenciada em Engenharia Química e em 2013 criei o projecto VeganCare, com o objectivo de comercializar produtos de cosmética não testados e sem ingredientes de origem animal. Participo activamente em grupos activistas como o Porto pelos Animais. Presentemente colaboro com a AVP a vários níveis, como no desenvolvimento de parcerias e relações comerciais.

equipa rita

RITA VICENTE

Vice-Presidente do Conselho Fiscal

Nasci em Setúbal, no ano de 1986. Actualmente, trabalho e vivo em Lisboa. Sou Licenciada em Enfermagem, e tornei-me vegana em Janeiro de 2014, após tomar conhecimento das implicações éticas relacionadas com a utilização de animais. Faço parte da associação Animais de Rua, enquanto voluntária, desde 2015. É com agrado que integro a Associação Vegetariana Portuguesa, na expectativa de contribuir para a divulgação do veganismo e também para a promoção de uma alimentação vegetariana saudável e dos seus benefícios para a saúde humana.

miguelsabino

MIGUEL SABINO

Secretária do Conselho Fiscal

Sou mestre em Matemática e Aplicações pelo Instituto Superior Técnico. Apesar de só ter abraçado o veganismo quando tinha cerca de 20 anos de idade, acredito que já o era interiormente há muito tempo, só ainda não o sabia. Hoje, sou vegano, amante de desporto e da Natureza. Além disso, faço activismo por várias organizações, tendo a AVP surgido como parte desta vertente essencial para mim, que consiste em informar sobre o estilo de vida vegano, bem como partilhar os factos com cada vez mais pessoas (tal como alguém um dia o fez comigo), para que cada pessoa possa reflectir e decidir como contribuir para um mundo melhor.

sara leite

Sara Leite

1ª Vogal

Eu nasci em 1996, e sempre fui uma pessoa introvertida que gosta de olhar para o mundo e resolver problemas. Em 2015, ao questionar o “normal”, encontrei no caminho para o veganismo uma solução para uma vida mais ética. . Segui os meus estudos na área de gestão e economia no Porto e pretendo aprofundar os meus conhecimentos e utilizá-los para contribuir para um mundo melhor, com menos exploração e discriminação. Já passei por diferentes tipos de ativismo e procuro ajudar a causa de uma forma eficaz e que me identifique. Na AVP encontrei uma equipa que procura informar e facilitar a transição para um consumo mais ético em diferentes aspetos, através de uma abordagem positiva.

RITA TEIXEIRA

2ª Vogal

Sou nutricionista, formada na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. Exerço nutrição clínica, e nos últimos anos tenho desenvolvido várias atividades de formação ao nível comunitário, quer em Cursos de Culinária Saudável quer em âmbito de Workshops e/ou Showcooking ou palestras. A paixão pela cozinha e pela nutrição, levaram-me a criar, em início 2019, a minha página profissional  (@ritateixeira_nutricionista) onde partilho diariamente várias dicas, receitas e notícias sobre alimentação e nutrição, com destaque para alimentação vegetariana. OUniversidade de Lisboa.

Foto de Perfil Raquel

Raquel Vareda

3ª Vogal

Nasci em Lisboa em 1992, mas a minha infância foi partilhada entre Portugal e a Venezuela. Sou médica, interna de Saúde Pública, colaboradora do Instituto de Saúde Baseada na Evidência (ISBE), com formação em Nutrição Vegetariana & Vegan e uma pós-graduação em Ação Humanitária. A minha transição para o veganismo começou com 21 anos após um projeto de voluntariado na China que mudou muita da minha forma de ver o mundo, mas só em 2015 é que me decidi tornar ovolactovegetariana e, 2 anos depois, totalmente plant-based

foto scaled

Catarina Mamede

4ª Vogal

Nasci no final do ano de 1979 em Coimbra.  Já adolescente comecei a colaborar e a fazer voluntariado em algumas associações de protecção animal. Mais tarde deixou de fazer sentido proteger uns e não os outros e por isso, alterei a minha alimentação por completo, deixando de comer carne e peixe. 

Estudei Turismo e Património e encontro-me actualmente a tirar um curso de Gastronomia Funcional. Em meados de 2019 criei o projecto Bee’s Knees – Cozinha Vegetariana. Dou workshops de cozinha vegetariana, realizo catering 100% vegetal para eventos privados ou empresariais e consultoria.