A Holanda ambiciona ser o primeiro país vegetariano do mundo até 2030

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin
Compartilhar em whatsapp

Um relatório de 98 páginas foi apresentado pelo Conselho do Meio Ambiente e Infraestrutura (RLI) a recomendar os cidadãos da Holanda a optar por uma dieta sustentável, de base vegetal.

O RLI recomenda os holandeses a adoptarem uma dieta com pelo menos 60% de proteína derivada de plantas, até 2030. “Uma dieta saudável e sustentável significa que mais vegetais e menos proteínas animais serão consumidas”, ressalta o relatório. O país europeu pretende tornar-se líder global de uma alimentação saudável e mais amiga dos animais.

O documento cita os objetivos de políticos como o Acordo de Paris, a agenda das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e as Diretrizes Dietéticas Holandesas, mostrando a necessidade de mudar o sistema alimentar do país para combater as alterações climáticas.

Já em 2016, o governo holandês reduziu a quota de carne recomendada aos seus cidadãos e o ministro holandês Martijn van Dam visitou empresas que estão a revolucionar o mercado alimentar na Califórnia, para fortalecer as colaborações globais no âmbito da sustentabilidade.

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin
Compartilhar em whatsapp

Este artigo foi útil?

Considera fazer um pequeno donativo!

A AVP é uma organização sem fins lucrativos. Ao fazeres um donativo, estarás a ajudar-nos a desenvolver o nosso trabalho em prol dos animais, da sustentabilidade e da saúde humana. Muito obrigado!       

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Subscreve a Newsletter!

Subscreve

a Newsletter

Não percas um grão do que se passa!