Nova Iorque vai cortar o Consumo de Carne em 50%

Nova Iorque vai cortar o Consumo de Carne em 50%

O mayor da Cidade de Nova Iorque Bill de Blasio anunciou hoje um plano para reduzir gases de estufa ao eliminar gradualmente a compra de carne processada e reduzindo a compra de carne em 50 porcento.

As ações são parte do “Novo Acordo Verde” da própria cidade para atacar o problema do aquecimento global em todas as frentes para reduzir emissões. O plano, explicado em “OneNYC 2050”, irá assegurar-se de que a Cidade de Nova Iorque adere ao Acordo de Paris.

 

“Cada dia que esperamos é um dia em que o nosso planeta de aproxima do ponto sem retorno. O Novo Acordo Verde de NYC vai de encontro a essa realidade”, disse o Mayor Bill de Blasio numa declaração. “Estamos a confrontar os mesmos interesses que criaram a crise climática e aprofundaram a desigualdade. Não há tempo a perder. Vamos agir agora, antes que seja demasiado tarde.”

Outras iniciativas incluem mudar as operações do governo para fontes de energia limpas como energia hidroelétrica do Canadá, reformar grandes edifícios antigos para reduzir emissões, reciclagem obrigatória de desperdício orgânico, e eliminar gradualmente compras desnecessárias de utensílios alimentares de plástico de uso único.

“Estou particularmente entusiasmado de que a Cidade tenha tomado este desafio para reduzir o nosso consumo excessivo de carne através de uma gradual eliminação de compras de carnes processadas e a redução de compras de carne,” disse o Presidente vegan de Brooklyn e candidato a presidente em 2021, Eric Adams, numa declaração.

LÊ TAMBÉM!
A ascensão do Hotel Vegan

 

Um crescente corpo de evidências científicas mostra que carne é um dos maiores contribuidores para as mudanças climáticas. Carne e lacticínios estão entre os piores para o planeta porque o gado emite metano, um gás de estufa que é 25 vezes mais potente do que dióxido de carbono.

“O Instituto de Politica Alimentar Urbana CUNY tem sido um forte defensor de aproveitar o poder do “prato público” para encorajar dietas mais saudáveis e ambientalmente conscientes,” disse Craig Willingham, Diretor do Instituto de Política Alimentar Urbana de CUNY, falando à cerca da redução de carne e carne processada, “Estes são apenas os tipos de ações políticas que acreditamos serem necessárias para melhor a saúde pública e confrontar desafios ambientais das décadas vindouras.”

O Novo Acordo Verde de NYC tem a intenção de cortar emissões em quase 40 porcento até 2030 com o objetivo de atingir a neutralidade carbónica até 2050.

 

Artigo original: https://www.livekindly.co/new-york-city-cut-meat-consumption-by-50/

Tags:
Sem nenhum comentário

Publicar comentário