“Carne Limpa” (sem abate) poderá começar a alimentar Índia em 2025

A India poderá abrir a sua primeira fábrica de carne limpa no próximo ano. A carne produzida em laboratório, ou “carne limpa”, poderá também estar nas prateleiras das lojas na India em 2025, de acordo com o The Economic Times.

O Instituto de Tecnologia Química (ICT) irá trabalhar com o Good Food Institute (GFI), uma organização sem fins lucrativos que promove o desenvolvimento e avanço de carne limpa e à base de plantas, para abrir o laboratório em Mumbai em 2020.

As instalações, apelidadas como “Centro de Excelência em Agricultura Celular”, seguir-se-ão por uma ainda maior instalação de pesquisa em Jalna, localizada no estado de Maharashtra, em 2021.

“Este será o primeiro centro do mundo dedicado à agricultura celular. Este centro será pioneiro em inovação, permitindo aos negócios indianos uma chance de criar produtos usando a nossa pesquisa”, disse Dr. Rekha Singhal, reitora, pesquisadora, consultora e mobilizadora de recursos para o ICT Mumbai, numa declaração.

“Este será o primeiro centro do mundo dedicado à agricultura celular. Este centro será pioneiro em inovação, permitindo aos negócios indianos uma chance de criar produtos usando a nossa pesquisa”

“Cada organização irá arrecadar fundos do governos e organizações sem fins lucrativos para o desenvolvimento de carne limpa.“Irá incluir instalações de topo para cultivo de células e providenciar bolsas de pesquisa em várias áreas tecnológicas de agricultura celular, incluindo meios de cultura celular, isolamento de linhas celulares, e design de bioreactores”, diz Varun Deshanpe do GFI.

Carne Limpa na India

A mudança que poderá levar a carne limpa até à India em 2025 acontecerá através de uma colaboração entre a Sociedade Humana Internacional (HSI) e o Centro para Biologia Celular e Molecular (CCMB).

A CCMB, entre outras organizações por todo o globo, trabalha activamente para escalar a produção de carne limpa, aumentando a produtividade, e lançar os produtos para as prateleiras a um preço acessível.

O diretor-gerente da HSI India, N G Jayasimha disse ao The Economic Times, “A tecnologia da carne limpa está a explodir no mundo com até os maiores produtores de carne a investir em empresas que estão a desenvolver carne limpa. Está na hora de a India começar este diálogo”.

A Forbes reportou anteriormente que o crescimento do consumo de carne na India poderia “impactar todos nós”, devida aos seus efeitos no planeta. No entanto, a Forbes realçou a “oportunidade para as empresas de proporcionarem o consumo de carne, sem os desafios de sustentabilidade”.

Biologicamente falando, a composição celular de carne limpa não tem qualquer diferença em relação à carne tradicional. Isto resulta num produto que tem a mesma aparência, textura, e sabor da carne, eliminando a reprodução e criação de animais para abate para os produtos alimentares procurados pelos consumidores.

A carne à base de células usa significativamente menos terreno e água que a produção convencional de carne, reduzindo, portanto, a sua contribuição para o aquecimento global. Para além disso, os dejetos, desperdício, e uso de antibióticos passam a ser não existentes com a agricultura celular.

Em termos de saúde, o risco de contaminação bacteriana é drasticamente mais baixo; a CNN reportou anteriormente acerca do apoio da FDA quanto à carne livre de abate e mencionou que a sua introdução poderia ajudar a reduzir intoxicações alimentares.

Num estudo recente, 41% dos Britânicos afirmou que iria comer carne e peixe criados em laboratório na próxima década. Se nos basearmos na parceria entre a HSI India e a CCMB, a India poderá seguir um caminho futurístico alimentar semelhante.

Artigo Original: https://www.livekindly.co/slaughter-free-clean-meat-feeding-india-2025/

No Comments

Post A Comment