O Wyandotte Hospital no Michigan está a promover aulas de culinária vegan para a prevenção do cancro.

 

A aula chamada “Comer Bem – Demonstração de Culinária Saudável para Prevenir o Cancro” associou-se ao Mês da Consciencialização do Cancro Colorectal, informa o jornal News-Herald. A nutricionista Julie Fromm ensinou à turma como certos alimentos podem ajudar a reduzir o risco de cancro e ainda demonstrou como confeccionar algumas receitas de base vegetal.

“Estamos em contacto com a comunidade. Não estamos a pedir para nos procurarem, nós vamos até vós. “Uma pessoa de cada vez” é o que costumamos dizer. O nosso objectivo é chegar à maioria das pessoas na área de Detroit”, disse Fromm à Food and Nutrition em Janeiro de 2013

 

A organização sugere que uma dieta rica em fruta, verduras e grãos integrais reduz o risco de cancro, enquanto que o consumo de carne processada e vermelha está associado a um risco maior.

 

Pode uma dieta de base vegetal prevenir o cancro colo rectal?

O cancro colo rectal é a terceira principal causa de morte nos Estados Unidos da América. De acordo com a American Cancer Society, estima-se que esta doença cause 51,020 mortes só este ano.

A organização sugere que uma dieta rica em fruta, verduras e grãos integrais reduz o risco de cancro, enquanto que o consumo de carne processada e vermelha está associado a um risco maior. Um estudo publicado no International Journal of Cancer no passado mês de Abril revelou que um consumo regular de carne vermelha está fortemente ligado ao cancro do cólon distal em mulheres.

O WCRF recomenda que se coma muito pouca, ou mesmo nenhuma carne. Um estudo publicado no JAMA Internal Medicine, em Setembro do ano passado, afirma que uma dieta de base vegetal pode ajudar a reduzir o risco de cancro do cólon em 16%.

 

O maior estudo sobre cancro, desenvolvido pela World Cancer Research Fund (WCRF), concluiu que mesmo pequenas quantidades de carne vermelha e processada podem aumentar o risco de vários tipos de cancro. “Não é necessário consumir carne vermelha para obter uma estado de nutrição completo e adequada. Comer carne não é uma parte essencial de uma dieta saudável. As provas são irrefutáveis.” refere o estudo.

O WCRF recomenda que se coma muito pouca, ou mesmo nenhuma carne. Um estudo publicado no JAMA Internal Medicine, em Setembro do ano passado, afirma que uma dieta de base vegetal pode ajudar a reduzir o risco de cancro do cólon em 16%.  No entanto, mesmo os que seguem uma dieta vegan ou vegetariana, devem estar atentos. A American Cancer Society recomenda que qualquer pessoa com mais de 45 anos, independentemente da sua história clinica familiar, deve ser submetida a exames regulares.

 

Artigo original:https://www.livekindly.com/hospital-promotes-vegan-food-cancer-prevention/