Todas as escolas públicas da cidade de Nova Iorque – o maior Sistema de escolas público do mundo – irá passer a oferecer Segundas Sem Carne no ano letivo 2019-2020 para tentar melhorar a saúde dos estudantes.

O programa – anunciado pelo Mayor de NYC Bill de Blasio, o Chanceler escolar Chard A. Carranza, e o Presidente de Brooklyn e candidato mayoral Eric Adams (que é vegan) – servirá opções de pequeno almoço e almoço servidas cada segunda-feira. Este programa segue a bem sucedida experiência liderada por Adam em 15 escolas de Brooklyn na primavera de 2018, seguida por um teste nas mais de 1700 escolas públicas da cidade no último outono.

O teste piloto recebeu um feedback positivo por parte dos estudantes, que foram servidos almoços sem carne como tostas de queijo, tacos sem carne, e um buffet de salada.

Cortar na carne um bocado irá beneficiar a saúde dos Nova-Iorquinos e reduzir as emissões de gases de efeito estufa”, disse o Mayor Bill de Blasio. “Estamos a expandir as Segundas sem Carne a todas as escolas públicas para mantermos o nosso almoço e planeta verde para as gerações vindouras.

Durante o seu tempo como Presidente de Brooklyn, Adams tem defendido os benefícios para a saúde de uma dieta à base de plantas. O político da cidade de Nova Iorque tornou-se vegan depois de saber que estava a perder a sua visão devido ao dano resultante de diabetes tipo 2.

Em Agosto, Adams ajudou a lançar o Programa Vida à Base de Plantas no Hospital Bellevue, um dos mais antigos hospitais da nação, para ajudar a combater doenças crónicas como doenças cardíacas, diabetes tipo 2, e certas formas de cancro. Em Janeiro, todos os 11 hospitais de NYC adotaram um programa de Segundas sem Carne.

 

Almoços Escolares Vegan

 

A cidade de Nova Iorque não é a única a servir almoços saudáveis aos seus estudantes. Em Fevereiro, a Califórnia introduziu um projeto de lei que veria servidas refeições à base de plantas, bem como leite, diariamente aos 6 milhões de estudantes do ensino público do estado.

O membro da assembleia Adrin Nazarian(D-Van Nuys), que introduziu o projeto de lei, explicou que este projeto de lei de referência iria aumentar o acesso de pessoas de baixos ordenados a comida saudável ao mesmo tempo que iria ajudar a Califórnia a reduzir a sua pegada de carbono.

Os distritos escolares de Oakland, LA, São Francisco, Novato, Santa Bárbara, São Diego, Riverside e Capistrano já encontraram sucesso em servir almoços escolares vegan. De acordo com Oakland, o distrito poupou 40,000$ em dois anos graças ao programa.

No Reino Unido, o empreendedor Dale Vince também tem como objetivo trazer almoços livres de alergénios e à base de plantas para as escolas através da sua fábrica alimentar em Gloucestershire.

O Departamento de Educação de NYW (DOE) irá reunir-se com estudantes antes do lançamento oficial do programa para obter mais feedback antes de finalizar o menu. A mudança é completamente neutra a nível de custos, de acordo com o DOE.

 

Artigo original: https://www.livekindly.co/meatless-mondays-all-new-york-city-schools/