Plataformas petrolíferas do Mar do Norte incitadas a se tornarem Vegan

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin
Compartilhar em whatsapp

A organização dos Direitos dos Animais Peta escreveu para a Shell pedindo que compensasse o seu dano para o ambiente – ao servir refeições amigas do ambiente e sem produtos de origem animal aos seus trabalhadores. A gigante petrolífera Shell foi incitada a se tornar vegan antes do Dia da Terra a 22 de Abril.

A organização de Direitos dos Animais PETA escreveu para o Royal Dutch Shell pedindo que “compense algum do seu dano para o meio ambiente provocado pela perfuração para extrair petróleo ao servir refeições vegan em todas as suas plataformas petrolíferas no Mar do Norte, onde os trabalhadores vivem durante vários meses de cada vez”.

A carta da PETA diz que as 5 maiores corporações de carne e lacticínios são responsáveis por mais emissões de gases de estuda do que a Shell, ExxonMobil, ou BP – e que comer alimentos vegan pode reduzir a pegada carbónica de uma pessoa em mais de metade.

DIETA E IMPACTO AMBIENTAL

A PETA também refere uma pesquisa feita por cientistas na Universidade de Oxford que demonstra que todos os alimentos derivados de animais – incluindo leite de vaca e carne de galinha e ovos – têm uma pegada carbónica maior do que os seus equivalentes à base de plantas.

O estudo publicado no ano passado, intitulado Reduzindo o Impacto Ambiental dos Alimentos através de Produtores e Consumidores, observou o impacto ambiental de mais de 40 alimentos representando cerca de 90% de toda a comida ingerida. Este considerou o impacto nas emissões, uso de água doce, água e poluição do ar, e uso de terreno.

TORNA-TE VEGAN – REDUZ O TEU IMPACTO

“Uma dieta vegan é provavelmente a melhor forma de reduzir o teu impacto no planeta Terra, não só gases de estufa, mas também acidificação global, eutrofização, uso de terreno e uso de água,” concluiu Joseph Poore da Universidade de Oxford.

Ler mais
70% da população mundial está a abandonar o consumo de carne, de acordo com relatório.

“Tem um impacto maior do que cortar em viagens de avião ou comprar um carro elétrico [porque] a agricultura é um sector que abrange uma multitude de problemas ambientais.

“Na verdade são os produtos de origem animal que são responsáveis por muito disto. Evitar o consumo de produtos de animais traz muito melhores benefícios ambientais do que tentar comprar carne e lacticínios sustentáveis.”

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

“A agricultura animal contribui tanto para as mudanças climáticas como a queima de combustíveis fósseis,” disse Mimi Bekhechi, diretora de Programas Internacionais da PETA à Plant Based News.

“Neste Dia da Terra, a PETA está a pedir à Shell que melhore a saúde dos seus trabalhadores, salve vidas animais, e abrande a destruição do planeta ao mudar para refeições vegan em todas as suas plataformas petrolíferas.”

A PETA adiciona: “Cada pessoa que se torna vegan poupa o sofrimento diário de mais de 200 animais por ano, bem como uma morte aterrorizante, para além disso os vegans têm um menor risco de sofrer de doenças cardíacas, diabetes, obesidade, e cancro do que pessoas que comem carne.” 

Artigo original: https://www.plantbasednews.org/post/north-sea-oil-rigs-urged-go-vegan-earth-day

Compartilhar em facebook
Compartilhar em twitter
Compartilhar em linkedin
Compartilhar em whatsapp

Este artigo foi útil?

Considera fazer um pequeno donativo!

A AVP é uma organização sem fins lucrativos. Ao fazeres um donativo, estarás a ajudar-nos a desenvolver o nosso trabalho em prol dos animais, da sustentabilidade e da saúde humana. Muito obrigado!       

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Subscreve a Newsletter!

Subscreve

a Newsletter

Não percas um grão do que se passa!