fbpx
startveggie ebook

StartVeggie - O teu Guia para a Criação de um Negócio Vegan e Sustentável

Com testemunhos de + de 20 empreendedores e empresários portugueses por trás de conhecidas empresas de sucesso na área da oferta plant-based (vegan/vegetariano), a AVP disponibiliza uma ferramenta perfeita para quem tem uma ideia de negócio nesta área e quer passá-la do papel para a realidade. Com tudo o que precisas para criar o próximo produto ou serviço vegan que irá revolucionar o mercado!

Um Mercado em Crescimento!

  • img 6

    11,9% dos portugueses são veggie

    Em Portugal já existem pelo menos 220.000 vegetarianos ou veganos, e 800.000 flexitarianos, o que significa que mais de 1 milhão de adultos portugueses procura activamente produtos plant-based.

  • img 6

    Número de vegetarianos triplicou

    Entre o período de 2017 e 2021, o número de consumidores em Portugal que se identificam como vegetarianos aumentou 300%, de 60 para 180 mil.

  • img 6

    Mercado em expansão

    Prevê-se que o mercado das alternativas à carne (substitutos) registe um crescimento anual de 7,7% no período de 2018-2025. No caso de alternativas ao queijo, estima-se que este mercado específico valha cerca de 4 mil milhões de dólares até 2024.

img 1

O que inclui o eBook?

img 2

Como chegar à próxima ideia de negócio veggie de sucesso!

A criação de um negócio deve sempre assentar numa ideia que dá resposta a uma necessidade identificada no mercado. E não pode ser uma qualquer ideia, deve ser algo que conquiste os teus potenciais clientes!

img 3

Como criar o Negócio Veggie: dar vida à ideia

Depois de identificar a próxima ideia revolucionária de negócio veggie, chega a altura de o tornar realidade, e para isso é importante seguir alguns passos fundamentais, que irão dar-lhe robustez e garantir a sua sustentabilidade.

img 4

Nenhuma ideia de negócio empresarial sobrevive, ou arranca, sem o apoio e o adequado planeamento financeiro, pelo que te damos algumas sugestões. E ainda umas dicas de boa gestão financeira!

img 5

Encontra recursos úteis em que nos inspiramos para desenvolver este livro, assim como várias ligações para ferramentas que irão ajudar-te a criar o teu negócio veggie.

A regra número um que seguiram antes de avançar com o negócio e começar a investir nele seriamente, foi que o “produto tinha que ser wow, ou seja, tinha que conquistar qualquer pessoa.

Darchite Kantelal

Fundador Scoop 'n Dough

Não tinha muita experiência na área e fui cometendo alguns erros. O dinheiro foi ultrapassado com as poupanças e um empréstimo. O conhecimento pela pior forma, a de as coisas correrem menos bem a ter tido de ir resolvendo e aprendendo. Conselho: existem pessoas capazes de apoiar a montagem de um negócio. O que pode ser um investimento pode minimizar erros e sofrimento.

Catarina Gonçalves

Gerente do Ao26 e Ortea Vegan Collective

Do ponto de vista da gestão, é fundamental ter uma capacidade analítica e financeira. No caso da restauração, ter uma ideia de custos de comida, custos com pessoal, etc. No início não tinha muita experiência e geria um pouco ‘à merceeiro’, e diria que 70% dos pequenos negócios gerem desta forma. Só olhava para um balancete e perguntava ao contabilista “Isto dá lucro ou não?”. Mas temos que seguir os custos de forma muito presente, para ter melhores resultados.

Filipe Pedroso

Fundador e gerente dos restaurantes daTerra

Se houver o mesmo produto feito por uma empresa vegetariana e por uma não vegetariana, eu irei escolher o produzido pela vegetariana, é nesse negócio que escolho investir o meu dinheiro – porque partilho os mesmos valores. 

Maria de Oliveira Dias

Chefe, autora e apresentador do programa Veggie

Para começar um negócio tem que se dominar uma área, ou ser minimamente conhecedor. Tem que se estar seguro do que se está a fazer, ou isso transparece para o cliente. Não é acordar de manhã e decidir: eu vou fazer isto e começar a pô-lo à venda sem o ter testado… Primeiro é importante que seja um produto ou serviço sólido, já testado, já confirmado.

Gabriela Oliveira

Chefe, Autora e Formadora

Claro que na restauração o que vão comer tem que ser bom, não pode ser uma experiência gastronómica negativa. Mas mais importante é a experiência completa, como são atendidas, como são recebidas no espaço, o conforto. Acho que o que a maioria das pessoas procura é isso, uma boa experiência.

Natacha Meunier

Gerente do bar vegan Apuro

Descarrega Gratuitamente!

Nota: Ao aceitares a nossa Política de Privacidade, consentes que a informação fornecida seja armazenada pela Associação Vegetariana Portuguesa (AVP), e aceitas receber atualizações e notícias de email da AVP. Poderás revogar o teu consentimento em qualquer altura no futuro, enviando email para info@avp.org.pt.

Anuncia connosco!

Fala connosco para saber como é que a nossa equipa te poderá ajudar a atingir os teus objetivos. Estamos disponíveis através do formulário de contacto abaixo ou do e-mail info@avp.org.pt.

Subscreve

a Newsletter

Não percas um grão do que se passa!