29 Abr A Holanda ambiciona ser o primeiro país vegetariano do mundo até 2030

Um relatório de 98 páginas foi apresentado pelo Conselho do Meio Ambiente e Infraestrutura (RLI) a recomendar os cidadãos da Holanda a optar por uma dieta sustentável, de base vegetal.

O RLI recomenda os holandeses a adoptarem uma dieta com pelo menos 60% de proteína derivada de plantas, até 2030. “Uma dieta saudável e sustentável significa que mais vegetais e menos proteínas animais serão consumidas”, ressalta o relatório. O país europeu pretende tornar-se líder global de uma alimentação saudável e mais amiga dos animais.

O documento cita os objetivos de políticos como o Acordo de Paris, a agenda das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e as Diretrizes Dietéticas Holandesas, mostrando a necessidade de mudar o sistema alimentar do país para combater as alterações climáticas.

Já em 2016, o governo holandês reduziu a quota de carne recomendada aos seus cidadãos e o ministro holandês Martijn van Dam visitou empresas que estão a revolucionar o mercado alimentar na Califórnia, para fortalecer as colaborações globais no âmbito da sustentabilidade.

Sem comentários

Comenta

Advertisment ad adsense adlogger