guia vegan completo para a ikea

Guia Vegan Completo para a IKEA

A gigante sueca de mobiliário IKEA está a adornar o planeta com as suas iniciativas renováveis e tentadoras ofertas alimentares vegan.

A IKEA é pioneira em soluções de negócio verdes. Lado a lado com utensílios de formatos divertidos e soluções de arrumação difíceis de pronunciar, a empresa de mobiliário é conhecida pelas suas iniciativas em energia renovável e embalagens amigas do ambiente. Desde o seu lançamento por Ingvar Kamprad de 17 anos, em 1943, a empresa tem continuado a evoluir com os tempos, tanto com o design de produto modernista como com os seus métodos de produção focados no ambiente. Estes vão de reduzir embalagens a utilizar fontes renováveis de energia. Por exemplo, a IKEA vende painéis solares domésticos desde 2013. Em 2018 prometeu eliminar todos os itens de plástico de uso único até 2020, e tem servido comida vegan como parte do seu compromisso com o ambiente.

 

Sustentabilidade

 

A IKEA pôs o meio ambiente no epicentro do seu modelo de negócios em 1992 quando lançou o seu Plano de Ação Ambiental. Este modelo energeticamente eficiente de mínimo desperdício foi inspirado pelo pioneiro Natural Step Framework. A adaptação da IKEA desta estrutura foca-se em fazer o máximo de muito pouco em termos de recursos, materiais e energia. Isto sumariza-se pela palavra “Lagom” que significa “Apenas a quantidade certa é suficiente.”

A IKEA tem vindo a encabeçar o uso de novos materiais na produção de mobília há décadas; a sua cadeira OGLA é 100% feita com desperdício plástico pós-consumidor. No entanto, madeira continua a ser um material primário, motivo pelo qual a IKEA está constantemente a desenvolver formas para reduzir quanto deste material natural é usado nos seus designs. Um exemplo primordial disto são as suas portas de armário REINSVOLL, feitas de madeira reciclada e garrafas PET recicladas. Adicionalmente, a gama PLATSA desta cadeia global foi desenhada especificamente para uma durabilidade máximo usando material mínimo. Para além disto, desde 2017, toda a madeira da IKEA vem de fontes sustentáveis.

Mikhail Tarasov, Gestor Global de Silvicultura da IKEA, explica no site:

“Estamos a promover a adoção de métodos de silvicultura sustentáveis. Fazemos isto a fim de influenciarmos outros e também para contribuir para o importante trabalho de acabar com a desflorestação.”

Outra forma na qual a IKEA tem reduzido significativamente o seu consumo de madeira é fazendo a transição de paletes de madeira. Em 2011, a empresa apercebeu-se de que quase metade do seu stock de pinho era usado para material de empilhamento, então a IKEA começou a transitar para paletes de papel e para o sistema amigo do ambiente “Optiledge”.

Para continuar o seu foco na sustentabilidade, todo o algodão da IKEA é originário de fontes sustentáveis, e criado usando menos água e pesticidas. A empresa tomou também passos para reduzir o seu consumo de água tanto no seu abastecimento de produtos como em loja. Por exemplo, água da chuva é usada na IKEA francesa para os seus sistemas de rega nos seus centros de distribuição. A principal fábrica polaca de toros de madeira da IKEA também usa água da chuva na seu processo de preservação de toros. As lojas britâncias da IKEA têm todas urinóis sem água e os restaurantes da IKEA holandesa têm medidores de água equipados para ajudar a compreender e limitar o consumo de água.

O foco sustentável da IKEA também se estende à sua base de consumidores. A gama completa de iluminação da empresa é composta por lâmpadas LED energeticamente eficientes. Foi também um dos maiores retalhistas a se livrarem de sacos de plástico de uso único nas caixas, oferecendo em vez destes os seus emblemáticos sacos reutilizáveis azuis. Esta cadeia na vanguarda ambiental oferece também pontos de carregamento para carros elétricos em todas as suas lojas do Reino Unido.

 

Embalagem

Seguindo firmemente o seu mantra de Reduzir, Reutilizar e Reciclar, a IKEA opera uma política de embalagem mínima, e todas as suas embalagens são feitas a partir de materiais puros para facilitar a sua reciclagem. Uma iniciativa especialmente amiga do ambiente é a investigação da IKEA no que toca a opções de embalagem completamente biodegradáveis como os fungos micélicos. Feitos a partir de raízes de cogumelo e desperdício agrícola reciclável, a alternativa ao poliestireno é feita pela empresa nova-iorquina Evocative Design. Esta start-up não restringiu a sua mestria com cogumelos a embalagens compostáveis. A Evocative Design testou também o seu protótipo de bacon de cogumelos na Biofabricate Summit em Brooklyn, em 2018, e está a pesquisar o fabrico de carne de laboratório.

LÊ TAMBÉM!
A ascensão do Hotel Vegan

 

Energia Renovável

A cadeia nórdica dedica-se particularmente a encontrar alternativas verdes aos combustíveis fósseis e investiu 1.7 biliões de euros em iniciativas de energia renovável e pesquisa desde 2009. O objetivo inicial da IKEA é tornar-se energeticamente neutra até 2020. O termo descreve a produção da mesma quantidade de energia que é consumida ao depender apenas de fontes de energia renovável como a solar e eólica. Sempre ansiosa para ultrapassar os limites, o derradeiro plano final da IKEA é ser “energeticamente positiva” até 2030, o que significa criar mais energia do que aquela que consome. Como parte da sua missão de energia eficiente, 90% das 50 lojas da IKEA dos Estados Unidos têm painéis solares no seu telhado. Ainda mais impressionante, a IKEA tem 750,000 painéis solares instalados por 424 das suas lojas e também opera 416 turbinas de vento.

 

Cultiva tu mesmo

IKEA vegan options

O foco da IKEA na auto-montagem mudou completamente o mundo do mobiliário.

Vender mobília numa embalagem plana em vez de já montada não só baixa custos de transporte, também reduz embalagens e torna os produtos mais acessíveis. Sempre uma ambiciosa criadora de tendências, a IKEA levou a auto-montagem a outro nível em 2012 quando lançou uma casa em embalagem plana. Chamada Atkiv, o bungalow de um quarto é construída a partir de fibra de cimento e metais e mede 69 metros quadrados. A casa tudo em um inclui uma sanita de autoclismo duplo, luzes de poupança energética e uma gama de instalações amigas do ambiente por cerca de 76,000 euros. Claro, isto não inclui a renda do terreno ou o inevitável custo de um fim-de-semana relaxante num spa. Depois de passar uma quinzena a chorar sobre o manual de montagem e tentar localizar a sua chave allen, um retiro holístico vai estar sem dúvida em ordem.

Para uma mais pequena e consideravelmente menos stressante compra da IKEA, a empresa começou a vender kits de jardinagem de interior em 2015. Estes sets são desenhados para se adaptarem aos estilos de vida e espaços dos amantes da natureza do século 21, muitos dos quais não têm acesso a um jardim exterior. O website da IKEA oferece também conselhos para jardinagem de interior, desde instruções sobre como fazer uma muda de uma jovem planta a instruções de como construir o seu próprio terrário de mesa de raíz. Para além de embelezar a sua sala, nutrir seres vivos tem comprovadamente benefícios psicológicos consideráveis. Como comenta o estilista Carl Braganza no site da IKEA: “Cultivar e manter plantas vivas cria um sentido diário de conquista e de se manter conectado à natureza.”

A IKEA desenvolveu esta ideia e combinou de forma inteligente o bem estar dos consumidores e sustentabilidade alimentar com a sua gama de sistemas de cultivo de interiores. Lançado em 2019, a gama de jardins hidropónicos chamados VAXER e KRYDDA permite que as pessoas cultivem as suas próprias ervas aromáticas e até vegetais a partir do conforto da sua casa. A gama inclui tudo o que entusiastas da jardinagem precisam para cultivo, desde caixas de germinação a cultivadores de vários níveis.

O kit de várias fases mais elaborado contém fichas tratadas termicamente feitas a partir de lâ-pedra que retêm a perfeita quantidade de humidade para as sementes germinarem. As brotações podem depois ser transferidas para uma maior bandeja de cultivo com uma lâmpada LED, para jardineiros com falta de uma boa fonte de luz natural. Claro que se tiver um local solarengo poderá apreciar o milagre da natureza a florescer no seu parapeito. A gama VAXA da IKEA de sementes de ervas e alface está também disponível em lojas na Europa, mas os cultivadores de interiores podem ser usados para criar qualquer planta de cama rasa. A iniciativa inspirada torna criar o seu próprio pequeno cultivo acessível a qualquer um. Também torna a sua salada criada em casa um prato livre de embalagens e de desperdício zero.

LÊ TAMBÉM!
Dicas para comer vegan nas viagens de avião

 

Opções Vegan no Restaurante

Resultado de imagem para ikea restaurant

Estilos de vida vegan, vegetarianos e flexitarianos estão a crescer à escala global, com 25% da população dos Estados Unidos da América dos 25 aos 34 anos a identificar-se como veganos ou vegetarianos; já no Reino Unido o número de vegans terá aumentado em 700% nos últimos dois anos. Em Portugal o número de vegans rondará os 60.000, mas estima-se que esteja em amplo crescimento. Na terra nativa da IKEA, um inquérito de 2018 da Animal Rights Sweden revelou que um em 10 suecos segue agora uma dieta vegetariana. De facto, há o dobro dos vegans per capita na Suécia do que no Reino Unido. Um bom exemplo da mudança escandinava para uma alimentação à base de plantas é o enorme sucesso do hambúrguer McVegan lançado pela McDonalds em 2018.

Enquanto que a IKEA tem lojas em 52 países, os seus restaurantes têm sido sempre inspirados pela cozinha tradicional sueca. Isto é sujeito regularmente a alguns ajustes locais. As clássicas almôndegas suecas do IKEA foram reformuladas em 2015 quando a empresa começou a servir almôndegas veggie nos seus restaurantes. As almôndegas vegan, ou “GRONSAKSBULLAR” são feitas a partir de ingredientes como milho doce e cenoura e têm se provado tão populares que provocaram o aparecimento de uma legião de imitações de bloggers culinários.

 

Vegan Bistro

 

IKEA vegan options

Passar a tarde a testar cadeiras insufláveis e sofás colapsáveis pode mesmo aumentar o apetite. As cafetarias estilo Bistro da IKEA são colocadas depois das caixas para os clientes poderem petiscar qualquer coisa antes de irem para casa. A intuitiva empresa fez o seu menu Bistro ainda mais tentador com a adição de cachorros quente vegans. Os KORVMO são feitos com lentilhas, quinoa, cenoura e couve, e são vendidos lado a lado com os de carne. Podem também ser guarnecidos com cebola e outros condimentos. Lançados por toda a Europa em Agosto de 2018, a IKEA vendeu cerca de um milhão destes cachorros veganos nos seus primeiros dois meses e as salsichas estão agora a ser vendidas na secção de mercado da loja sueca.

Produtos Veganos no Mercado

O mercado alimentar da IKEA tem um número de itens vegan disponíveis. Estes incluem os seguintes:

 

Batidos de Aveia Munsbit

IKEA UK Launches 2 Vegan ‘Munsbit’ Smoothie Flavors Made With Dairy-Free Oat Milk

Estas duas bebidas frutadas foram lançadas no início de 2018 e existem nos sabores Maçã, Pêra, e Gengibre ou Groselha Preta, Mirtilo e Acerola.

 

Cachorros Quentes Vegan Korvmo

IKEA vegan hot dog

Fãs podem levar o popular cachorro quente vegan para casa em packs de dez.

 

Almôndegas Vegan Gronsaksbullar

O IKEA é conhecido pelas suas almôndegas suecas clássicas, no entanto as versões veggie são populares também – feitas com grão de bico, couve, pimentos, cenouras, ervilhas, e milho, as Gronsaksbullar são também isentas de glúten e soja, e vêm com um molho ligeiro Indiano.

 

Gomas Vegan Lordagsgodi

IKEA Is Selling Gelatin-Free Vegan Gummy Fruit Candy

Estes snacks vêm em três sabores (sendo uma das versões ácida e as outras duas doces) e são completamente isentas de gelatina de origem animal.

 

Crumble Vegan de Ruibarbo e Framboesa Pajmix

IKEA vegan options

O crumble de ruibarbo e framboesa, que ao estilo do mobiliário IKEA, é feito para ser preparado em casa.

 

Caviar Vegan Sjorapport

O seu nome traduz-se para “Pérolas de Alga”, este caviar à base de plantas é feito de kelp, dando-lhe um salinidade autêntica. Como as tradicionais ovas de peixe, Sjorapport vem em variedades vermelhas e pretas.

 

Gelado Vegan

IKEA Vegan Options

A IKEA está a aumentar as suas opções de gelados livres de lacticínios com o lançamento de um novo sabor de morando feito com leite de aveia. Segundo a IKEA, este tem metade da pegada carbónica de gelado à base de lacticínios. O objetivo era criar um gelado suave e delicioso e planeia continuar a desenvolver novos sabores do gelado vegan.

Artigo Original: www.livekindly.co/the-complete-vegan-guide-to-ikea

2 Comentários
  • Carla Leite
    Publicado em 06:39h, 05 Maio Responder

    Ótimo artigo! Só um detalhe: o gelado vegan não é o da foto. O cone não é bicudo, porque é de bolacha também Vegan, que encaixa na máquina. Merece o reparo para ninguém confundir.

  • Thaiz Martins
    Publicado em 23:49h, 11 Maio Responder

    Adorei o cachorro-quente e almondegas vegan, Fiquei feliz com essas opções veganas na hora de comer fora de casa 🙂 Vou experimentar os outros outro dia que for lá.

Publicar comentário