Uns grandes 87 porcento dos consumidores não ficam confusos pelas diferenças entre alternativas vegan aos lacticínios e produtos feitos a partir do leite de vaca, de acordo com uma nova análise.

Os dados, comissionados pela Plant Based Foods Association (PBFA), analisou mais de 7000 comentários públicos à Food and Drug Administration (FDA) à cerca do uso de termos de lacticínios para leites de base vegetal e outras alternativas aos produtos lácteos.

 

Consumidores confusos?

 

O lobby dos lacticínios dos EUA quer banir os produtores de alternativas de base vegetal de usarem palavras relacionadas com lacticínios nos seus produtos, alegando que isto pode induzir em error os consumidores e levá-los a comprar acidentalmente produtos vegan em vez dos produtos tradicionais.

Numa tentativa de avaliar a situação da rotulagem, a Food and Drug Administradion perguntou ao público sobre o seu entendimento de termos como leite e queijo quando usados em produtos vegan através de um Pedido de Informação no passado Outono.

“Estamos a avaliar cuidadosamente produtos correntemente no mercado para determinar se algum deles tem rótulos enganosos que poderiam nos levar a agir para nos certificarmos de que consumidores não estão equivocados de que a sua bebida de base vegetal é um produto lácteo disfarçado,” disse o comissário da FDA Scott Gottlieb.

 

Nomes lácteos, produtos vegan

Analisando as respostas para este Pedido de Informação, a revisão descobriu que 76 porcento das submissões defendia que se continuasse a permitir termos lácteos descritivos para produtos alternativos de base vegetal.

Apenas 13.5 porcento dos comentários analisados queriam ver restrições postas em prática na hora de dar nomes aos produtos vegan – dentre os quais metade (51 porcento) foram submetidos por auto proclamados produtores de leite. Os restantes 10,5 porcento não eram conclusivos na sua opinião.

 

Uma mensagem clara

“Os resultados transmitem uma mensagem aos oficiais da FDA: Não restrinjam as empresas de comida de base vegetal de usarem palavras na língua inglesa que os consumidores reconhecem e entendem,” disse Michele Simon, Diretora Executiva do PBFA.

“Uma política tão protecionista, que claramente tem um apoio muito limitado, iria contra princípios de mercado livre e os requisitos de livre expressão da Primeira Emenda.”

“Há muito afirmamos que esta questão foi resolvida no mercado e os comentários dos consumidores à FDA apoiam. Não há nenhuma confusão. A FDA devia respeitar os princípios do mercado livre e não restringir alimentos de base vegetal para beneficiar injustamente a indústria dos lacticínios.”

 

Pesquisa

Os novos dados seguem uma pesquisa lançada em Outubro de 2018 pela International Food Information Council (IFFC), que mostrou que menos do que 10 porcento dos consumidores dos EUA acreditam que leites de base vegetal contenham quaisquer lacticínios.

De acordo com o estudo, mais de 75 porcento sabem que os produtos vegan não incluem leite de vaca, e os restantes respondentes não têm a certeza. O IFCC diz que estes resultados mostram “um nível baixo de confusão dos consumidores sobre nomenclatura e diferenças báscias entre os dois.”

 

Artigo original: https://www.plantbasednews.org/post/nearly-90-onsumers-not-confused-dairy-names-vegan-milk